sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

VALDIR COSTA DOS SANTOS, UM CIDADÃO BRASILEIRO

Quem disse que não há esperança neste país?

Em um ato de honestidade, o caminhoneiro Valdir Costa dos Santos, de 41 anos, morador de Curitiba, devolveu R$ 17 mil que achou no estacionamento de um posto de combustíveis às margens da BR-153, no município de Promissão, interior de São Paulo.

Santos passou dois dias com o dinheiro e comprou dois cartões de orelhão para procurar e marcar um encontro com o engenheiro agrônomo José Carlos de Oliveira, dono do dinheiro.

Na noite de terça-feira, os dois se encontraram na cidade de São José do Rio Preto e Oliveira, que tinha retirado o dinheiro do banco para comprar gado, recebeu a bolsa com os R$ 17 mil intactos. Até então, Santos nem sabia quanto havia dentro da bolsa.

O caminhoneiro recusou a recompensa. “Apenas pedi para ele orar por mim e por minha família, que já estava bem pago”, contou. Santos, que ganha cerca de R$ 1,2 mil por "mês dirigindo uma carreta para transportar garrafas de refrigerantes, disse não ver virtude alguma em devolver um dinheiro achado.

"Não fiz mais que minha obrigação, mas meus amigos me chamaram de burro”, diz. “Para mim, o que importa é dar um bom exemplo para os meus filhos”, concluiu Santos, pai de cinco filhos.

(Reportagem da Agência Estado publicada nesta sexta-feira, 11, no Jornal Gazeta do Povo e no Blog do Zé Beto do Site Jornale)

2 comentários:

Omar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Omar disse...

Esta matéria; que relata a breve história de um cidadão que não viu virtude alguma em devolver o que não era seu, ainda que para ele fizesse falta; combina muito bem com a Jornalista Vania Mara Welte.

Ela também não vê muita virtude em um jornalista dizer que faz jornalismo de qualidade! Afinal de contas: jornalista, ou se trabalha pela qualidade ou não se é jornalista, não é mesmo? E isso vale para qualquer coisa que exista, ainda que não tenha sido batizada, ainda que não tenha nome!

Obrigado, Valdir! Obrigado, Vania! Afinal, essa luta é de todos nós!!!

Ômar Atique Sobhie, Advogado.